XRE 300/ 300 ABS

Hot
admin123
Updated
 
8.4 (54)
38256 0 1 1

Avaliações dos usuários

54 avaliações
 
67%
 
22%
 
9%
3-5 estrelas
 
0%
 
2%
Avaliação Geral
 
8.4
Satisfação Geral
 
8.4(54)
Visual
 
8.7(54)
Conforto
 
8.7(54)
Performance
 
8.1(54)
Dirigibilidade
 
8.8(54)
Consumo
 
8.6(54)
Custo x Benefício
 
8.4(54)
Já possui uma conta? ou Crie uma conta
De volta ao item
54 resultados - mostrando 6 - 10
« 1 2 3 4 5 ... »
Ordenar
Avaliação Geral
 
6.0
Satisfação Geral
 
6.0
Visual
 
8.0
Conforto
 
8.0
Performance
 
9.0
Dirigibilidade
 
9.0
Consumo
 
8.0
Custo x Benefício
 
6.0
Como substituta da Falcon, a XRE ficou devendo muito. Mas seu desempenho está dentro do esperado para a categoria. O conforto e a dirigibilidade são muito bons, mas o acabamento final é muito ruim, com plásticos de má qualidade e fios pendurados. E olha que ela não é nenhuma pechincha para comprar.
Não recomendo.
Prós
Visual
Desempenho
Conforto
Contras
Acabamento
Preço

Condição do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
Pista
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 28 27
Avaliação Geral
 
8.0
Satisfação Geral
 
8.0
Visual
 
9.0
Conforto
 
8.0
Performance
 
8.0
Dirigibilidade
 
9.0
Consumo
 
9.0
Custo x Benefício
 
9.0
- Diga-se de passagem eu já possui duas Falcon: uma 2003 (vermelhona - saudades) e uma 2006 (maravilha). Mas a última foi uma Titan 2009. Vendi e peguei uma XR 300 (SEM ABS). Uma moto que causou muita sintonia. Ao sair da concessionária foi tudo de bom. No caminho para casa notei que a moto não estava muito, digamos, dirigível. Senti que ao fazer curva para a direita uma sensação estranha na coluna de direção era evidente. Uns pequenos "kickes" como se as esferas do rolamento inferior tentassem se encaixar no anel envolto da coluna (somente para a direita). Uma semana depois retornei à concessionária e relatei o problema. Os caras deram voltas e mais voltas; inclinaram a moto, viraram o guidón para lá para cá e não encontrarm motivos para o meu relato. Eu disse que havia! Fui embora. No dia seguinte retornei. Aliviaram a contra-porca do guidón, apertaram... e nada! E eu disse: -Amigos, aqui há um problema! Só os mecânicos não viam. Já estava me irritando com o problema era plausível. A moto nem com 1000 km. Assim, mesmo na garantia levei a um mecânico de confiânça. Ele sentiu ao enclinar a moto e virar o guidón que algo não estava certo. Desmontou a frente. Retirou as bengalas, retirou a coluna de direção e constatou que os rolamentos de cima e principalmente o de baixo estavam "SECOS" e com grande quantidade de sujeira! O de baixo estava tão gasto que fez naquele anel onde fica as esferas três, eu diria, alojamentos para a esfera. Por isso ao fazer a curva para a esquerda havia a sensação de encaixe (kickes) para acomodar a esfera. Vale lembrar a moto beirava os 1000 km e nunca pequei terra ou areia! Bem, para não colocar um conjunto de rolamentos novos meu mecânico lixou o anel da acomodação das esferas retirando literalmente as "casinhas", deixou-os lisinhos. Lavou todo o conjunto com querosene engraxou e recolocou. Montou toda a dianteira e.... touché. O problema foi sanado! E agora? Problema na hora da montagem na fábrica? Descaso no estoque das peças na Honda? O seguinte é esse: Prejuizo para mim em 120 paus e com a moto na garantia. Pensem!!!!! Na revisão dos 1000 km comuniquei o fato ao mecânico que tinha me atendido e ficou naquela sorrisinho amarelo.

- Após a revisão dos 1000 km fui chamado para um "recall". Sintomas: A moto em movimento morria ou quando aliviava o acelerador para passar marcha o motor continuava em alta rotação. Trocaram o corpo do acelerador (acho que é isto) e nunca mais deu problema.

- Após os 4000 km começou a vazar óleo na tampa do cabeçote mais especificamente nos retentores dos coxins. Bem pouco no inicio. Fui a concessionária eles avaliaram e disse ser um problema que muitas motos estavam tendo e talvez seria necessário trocar as juntas e as borrachas. Mas apertaram e me mandaram seguir em frente. Aparentemente parou o vazamento. Mas... depois dos 6 mil (fora da garantia) novo vazamento, e agora com força! Arquei com a troca e desta vez o problema foi sanado.

- Aos 16 mil novo vazamento. Desta vez num local aparentemente inviável: junta do tensor da corrente. Pensem, junta do tensor! Até eu descobrir de onde vinha a "melequera" de óleo demorou muito e põe sujeira nisto. Levei na concessionária e cada um dizia uma coisa. Que era da junta de cima que era da junta de baixo. Mas eu com um olhar mais aguçado percebi que vinha era do tensor da corrente de comando. Moto parada, junta trocada problema sanado.

- Estou percebendo um barulho de dois metais batendo um no outro quando passo por buraco. E já detectei onde é. No conjunto amortecedor "Pró-link"! ACho que estão precisando de lubrificação com graxa ou um reaperto nos parafusos. Ainda não está incomodando muito somente quando passo por buraco.

- Agora com mais de 20 mil estou sentindo o problema da coluna de direção novamente, bem sútil mas existe. Desta vez não vou lixar e sim colocar rolamentos novos.

Estes foram problemas encontrados. Fora o aborrecimento, ademais não denigre o valor da moto não. É uma boa moto e eu recomendaria sim. Foram problemas isolados e as novas já estão, quero crer, sanados. Mesmo com estes detalhes fiz uma viagem de Recife a São Paulo/São Paulo a Recife sem nenhum problema mecânico. Só alegria. Exceto a pouca autonomia e o banco muito duro para longas viagens.
Eu recomendo!
Prós
Dirigibilidade, estabilidade, ergonomia, visual, suspensão, consumo, freio dianteiros ótimos.
Contras
Banco muito duro e fino para o piloto, tanque de combustível de pequena capacidade, Pneus traseiros 120x80 estreitos (poderiam ser o 130), péssimo acabamento (o plástico risca à roa), o plástico preto fosco fácil ressecamento, freios traseiros borrachudos .

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
19.890 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 16 3
Avaliação Geral
 
9.0
Satisfação Geral
 
9.0
Visual
 
9.0
Conforto
 
10.0
Performance
 
9.0
Dirigibilidade
 
9.0
Consumo
 
8.0
Custo x Benefício
 
10.0
Excelente moto, atende muito bem ao que se destina. Um bom torque. Só sinto falta da 6ª marcha, em viagens. Banco confortável e uma boa posição de pilotagem, não cansa.
Eu recomendo!
Prós
Moto muito confortável e segura. Fácil de pilotar.
Contras
Falta da 6ª Marcha, e um tanque pequeno.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
Quilometragem
12.600 Km
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 14 5
Avaliação Geral
 
9.0
Satisfação Geral
 
9.0
Visual
 
8.0
Conforto
 
9.0
Performance
 
8.0
Dirigibilidade
 
8.0
Consumo
 
8.0
Custo x Benefício
 
7.0
Entendo que é uma moto de boa qualidade, mas que ainda possui alguns pontos de melhoria para as próximas versões.
Caso seu uso seja apenas em cidade, pequenas estradas de terra e trechos de rodovias é perfeita.
Eu recomendo!
Prós
Moto muito confiável, com respostas rápidas, versátil e econômica, fazendo até 30km/l na cidade e máximo de 24km/l na estrada.
Muito boa para estradas de terra, e cidade, mas nem tanto para a estrada.
Posição de pilotagem confortável.
Contras
Apresentou problemas de junta de cabeçote aos 12.000km, que precisou de manutenção que foi fora da garantia. Esta situação me deixou insatisfeito, pois nada tem a ver com condução da motocicleta, mas pela sua construção.
Bateria de baixa amperagem (5Ah). Após 1 ano de uso e depois de ficar na mão por 2 vezes (moto não ligava), optei por recordar a caixa de apoio e instalar uma maior (7Ah).
Sinto falta de uma sexta marcha em estradas, não para aumentar a velocidade final, mas para deixar o motor com maior folga. A impressão é que a moto está forçando muito o motor acima dos 120km/h.
Pára-lamas original da versão de 2011 é curto e lança a sujeira do chão para frente, que por sua vez acaba por atingir o piloto. Este problema foi resolvido a partir das versões de 2012.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
  • Pista
Quilometragem
18.000 Km
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Manutenção
Normal
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 13 4
Avaliação Geral
 
9.0
Satisfação Geral
 
9.0
Visual
 
10.0
Conforto
 
9.0
Performance
 
9.0
Dirigibilidade
 
10.0
Consumo
 
8.0
Custo x Benefício
 
10.0
Moto muito boa para pilotar, tanto na estrada como centro urbano. Confiavel, cofortavel, acelera correponde, enfim muito boa. Pego estrada com amigos direto para um passeio, e olha que aminha XRE é unica 300... rsrsrs, o resto é 500 pra cima e ela acompanha legal na faixa dos 130 acima disso só quando está no reto e descida, que inclusive ja peguei 157 original!
Eu recomendo!
Prós
Pilotagem
Confortavel
Segura
Contras
falta uma 6 marcha

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
  • Pista
Quilometragem
23.350 Km
Denunciar esta avaliação Comentários (0) | Considera esta avaliação útil? 9 1
54 resultados - mostrando 6 - 10
« 1 2 3 4 5 ... »