Citycom.300i Citycom.300i Quente

Citycom.300i

Marca

Fabricante
Dafra

Descrição

Origem
Nacional
Visão Geral
Sucesso em mercados globais, especialmente entre consumidores de países como Espanha, França, Itália e Estados Unidos, o modelo é reconhecido internacionalmente pelo conforto e ótimo desempenho, o max scooter Citycom 300i chega ao Brasil graças à parceria estratégica entre a DAFRA e a SYM. O modelo, que inaugura uma nova faixa de cilindrada entre os scooters, conta com injeção eletrônica, transmissão automática CVT, rodas de liga leve aro 16” e freios a disco.

Teste Dafra – Sym Citycom 300i de 21.12.2010 - http://www.motonline.com.br/teste-dafra-sym-citycom-300i/

Motor/Transmissão/Chassi

Cilindrada
263,70 cc
Tipo do Motor
OHC / 1 cilíndros cilindros / 4 tempos tempos / Arrefecimento Líquido
Combustível
Gasolina
Potência máxima
23,00 cv a 7.500 rpm
Torque máximo
2,39 kgf.m a 5.500 rpm
Transmissão
CVT
Injeção
Eletrônica
Partida
Elétrica
Chassi
Aço
Suspensão Dianteira
Convencional
Balança
Convencional

Dimensões

Peso (seco)
182,00 Kg
Peso em Movimento
0,00 Kg (MVOM)
Comprimento
2.210 mm
Largura
785 mm
Altura
1.445 mm
Altura do Banco
800 mm
Distância entre Eixos
1.500 mm
Pneu Dianteiro
110/70-16 52P
Pneu Traseiro
130/70-16 61P

Análises dos usuários

Avaliação média dos usuários: 14 usuário(s)

Para escrever uma análise por favor registre-se ou login.

Satisfação Geral 
 
8.8  (14)
 
Visual 
 
9.2  (14)
Conforto 
 
8.5  (14)
Performance 
 
8.9  (14)
Dirigibilidade 
 
8.4  (14)
Consumo 
 
7.8  (14)
Custo x Benefício 
 
8.8  (14)
 
Citycom.300i 2012-04-19 07:12:01 Renato Ferreira
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
9.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Renato Ferreira Analisado por Renato Ferreira    19 de Abril de 2012
Analista Top 50  -   Ver todas as minhas análises

Para quem sente vontade de comprar uma mas ainda tem receio, pode comprar sem medo, este scooter esta cada dia mais consolidado no mercado brasileiro e é uma boa opção para quem quer agilidade mas nao abre mão do conforto para o uso diário.

Eu recomendo!
Prós
Para quem quer um scooter um pouco maior que os mais populares no Brasil e nao quer gastar tanto com uma Burgman 400 por exemplo, o Citycom 300i é a unica opção neste momento, mas nem por isso deixa de ser uma ótima opção. Seu custo beneficio é melhor que sua concorrente mais proxima, excelente para uso urbano, chama atenção por onde passa, bastante ágil e com respostas bem rápidas do motor que permite um melhor deslocamento e segurança no transito, e por ser um scooter mais alto, seu guidão e retrovisores passam com facilidade por cima dos retrovisores dos carros comuns o que facilita o deslocamento entre os carros num momento de engarrafamento. Sua rodas grandes proporcionam maior segurança ao se trafegar em ruas esburacadas, quando se comparando a maioria dos outros scooters. Seu painel é completo, tem um bom acabamento. Para pessoas altas o Citycom acaba sendo um pouco desconfortável para se pilotar, pois seu apoio da lombar, que não é ajustavel, deixa o piloto muito perto do escudo frontal que faz com que acabe sendo incomodo para as pernas, já vi algumas pessoas remoldando o banco para deixar as pernas mais folgadas. Seu consumo urbano fica na casa dos 25km/l e seu tanque tem capacidade de 10l e uma autonomia de mais de 200km.
Na estrada ela não deixa a desejar, consegue manter uma velocidade de cruzeiro de 120km/h com segurança, mesmo com garupa, atingindo a picos de até 145km/h.
O Citycom foi um acerto no mercado que é carente neste estilo, mesmo o Citycom 300i sendo apenas montado pela Dafra, ela e fabricada pela Taiwanesa Sym, empresa veterana neste ramo e que faz sucesso em muitos paises da Europa e Asia.
É visível que a Dafra está tentando reverter sua imagem inicial que não foi boa no mercado Brasileiro, seu pós venda ainda não é dos melhores mas vemos que estão se empenhando em reverter este quadro, ao contrario de muitas outras de renome no mercado.
Como disse meu amigo Luiz Augusto (Luidhi) uma vez, por 50% do preço da Burgman 400, voce leva 75% dela, e concordo com esta frase, pois sou proprietario tanto da Burgman 400 quando do Citycom 300i.
Contras
Preço das peças são bem caras, carência de mão de obra especializada no mercado, pós venda ainda deixa a desejar, não é incomum aparecer pequenos problemas como falha dos botões de buzina e partida, dos contatos das manetes de freio que acionam a luz de freio que tambem são usados na partida do motor do scooter.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Pista
Quilometragem
5.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (66)Não (6)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2012-09-10 17:28:58 Paulo
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Paulo Analisado por Paulo    10 de Setembro de 2012
Analista Top 1000  -   Ver todas as minhas análises

Pode comprar! Não estou pensando em vender a minha tão cedo!

Eu recomendo!
Prós
25 mil km, e o unico problema foram as velas ... preciso falar mais alguma coisa?
Contras
Gasta pastilha rapido, mas depende de quem pilota também, o atendimento nas concessionarias as vezes deixa a desejar mas nada ruim tb.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
  • Pista
Quilometragem
24.700 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (20)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2013-01-16 21:02:00 Marcos Paulo
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
5.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Marcos Paulo Analisado por Marcos Paulo    16 de Janeiro de 2013
Atualizado pela última vez: 16 de Janeiro de 2013
Analista Top 1000  -   Ver todas as minhas análises

Depois da Citycom não quero mais saber de moto para andar na cidade.
É a melhor veículo para se locomover em São Paulo sem sombra de dúvidas.
Estou super feliz. Só troco a Citycom por outra.

Postei no forum um relato completo logo após os 1000km rodados. E o que sinto hoje não mudou nada.
http://comunidade.motonline.com.br/forum/dafra/428140-diário-de-uma-citycom.html?start=2250

Eu recomendo!
Prós
A moto é muito bonita. Faz o maior sucesso por onde passa. Principalmente com a molecada.
Tem uma arrancada vigorosa e não deixa na mão nas subidas mais íngremes, mesmo com garupa pesada e baú cheio. Nem mesmo chora. Forte mesmo.
Consegue manter velocidade de cruzeiro na faixa dos 120km/h com tranquilidade. E ainda tem motor para chegar com vigor nos 140km/h
A ciclistica dela é muito boa. Os pneus entregam confiança. Porém, se você está acostumado com motos, no começo é bom pegar leve, pois o centro de gravidade dos Scooters são bem diferentes.
Os freios respondem muito bem e com força. É um dos itens que mais gostei nesse Scooter.
O CVT é muito bom. Você não sente qualquer sensação de mudança de marcha.
Ela é extremamente confortável (salvo em ruas esburacadas).
A bolha e demais carenagens seguram chuvas fracas, dispensando muitas vezes o uso de capa.
O painel é super complete e bonito.
O baú tem um bom tamanho e um gancho que ajuda muito para carregar compras e outras coisas.

Menos visada pelos ladrões do que a concorrência.
Contras
A bolha cria uma turbulencia bem grande dependendo da altura do condutor. Faz um barulho que irrita.
Em terrenos muito irregulares ela pula um pouco. É bom regular a suspensão trazeira para seu peso. Pode incomodar mais algumas pessoas e menos outras. A minha me incomoda pouco. (mas a culpa são nossas ruas esburacadas)
O farol vem com uma regulagem de fabrica desfavorável. Fica apontado para baixo. Da pra ajustar, mas muitas vezes prefiro usar o farol alto.
Quando vai abastecer a gasolina sobe de uma vez, sempre é bom avisar o frentista para tomar cuidado.
A minha depois dos 9mil rodados passou a consumir muito (algo por volta dos 20km/l). Farei novas leituras agora que fiz a revisão dos 21mil.
No começo ela fazia 25km/L o que pra mim estava perfeito. Mas 20 é muito pouco.

Valor do Seguro para meu perfil é abusivo.

As oficinas da Dafra deixam muito a desejar. Na maioria das vezes acabei tendo problemas.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
  • Pista
Quilometragem
21.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (14)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2012-10-22 01:48:24 Nelson De Barros Pereira
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Nelson De Barros Pereira Analisado por Nelson De Barros Pereira    22 de Outubro de 2012
Analista Top 100  -   Ver todas as minhas análises

Ótimo custo x benefício

Eu recomendo!
Prós
Belo design, preço baixo, motor potente, boa capacidade de carga, muito estável, rodas grandes, econômica, seguro barato, ideal para S. Paulo, montada em Manaus e fácil de vender.
Contras
A Dafra precisa melhorar a assistencia técnica das concessionárias e o escape enferruja.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
1.000 Km
Esta análise foi útil para você? 
Sim (14)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2013-04-04 03:23:30 Emerson Otsuka
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
9.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Emerson Otsuka Analisado por Emerson Otsuka    04 de Abril de 2013
Analista Top 100  -   Ver todas as minhas análises

Não recomendo para novatos baixinhos, essa é minha primeira moto, a altura e largura do banco não permitem que eu coloque os pés inteiros no chão, junte-se a isso o peso elevado e o pouco esterço, acarretará numa grande dificuldade para efetuar manobras em baixas velocidades. Já deixei ela cair por "faltar chão". E depois que ela começa a cair, não dá pra segurar.
A bolha é boa e ruim, é boa pois protege o peito da chuva e do vento frio, mas ruim quando está calor em baixa velocidade ou parado no semáforo, fica abafado demais e sem nenhuma brisa; e nas chuvas de verão, pois o bloqueio do vento atrapalha a viseira a desembaçar.

Eu recomendo!
Prós
Bom custo X benefício, motor tem respostas rápidas, o valor ainda está perto do aceitável.
Custo de manutenção não é absurdo (como só tive carro antes, acho o valor das revisões da City uma "baba").
Muito confortável na estrada, desenvolve boa velocidade e acompanha bem o fluxo da rodovia.
Bons freios.
Contras
A suspensão não combina com o asfalto de rallye de São Paulo, todas as imperfeições passam diretamente para as costas do piloto.
Pesada.
Pouco esterço.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
1.500 Km
Esta análise foi útil para você? 
Sim (9)Não (2)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2013-06-02 21:54:45 Marcelo Figueiral
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
9.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Marcelo Figueiral Analisado por Marcelo Figueiral    02 de Junho de 2013
Analista Top 1000  -   Ver todas as minhas análises

Só troco agora pela Maxisym 400.

Eu recomendo!
Prós
Estou com a minha desde de final de 2011. Está com 28.000 Km e até agora somente manutenção básica. Nenhum problema. Já fiz viagens de Curitiba com ela para:
São Paulo (8x)
Sorocaba (2x)
Piracicaba (1x)
Florianópolis (1x)
Comportamento na estrada é excelente. Mantém tranquilamente a média de 120 Km/h. O consumo com ela carregada na estrada beira os 25 km/l nos 110/120. Se puxar mais para 120 a 130 km/h cai pra média de 23 km/l. Uma das viagens abasteci gasolina barata (estava ficando sem combustível) e ai sofri. Perdeu rendimento e o consumo caiu para 20 km/l.

Na cidade é excelente. Boa dirigibilidade e passa tranquilo por corredor.
Contras
Tremedeira nas arrancadas. Foi crônico nos primeiros 10.000 km. Depois, parou.
Freio de mão. Em subidas, seria bem interessante. O até mesmo em ruas pouco inclinada onde precisa buscar algo na jaqueta e precisa "ancorar" a moto pra que ela não desça a rua.
Porta-luva precisava ter uma botão pra abrir sem a necessidade de chave. Chave só para trancar.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Utilitário (trabalho)
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
28.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (7)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2013-04-19 19:12:23 Jossiano Leal
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Jossiano Leal Analisado por Jossiano Leal    19 de Abril de 2013
Analista Top 50  -   Ver todas as minhas análises

Sem concorrentes no mercado nacional. Compra muito mais racional em relação a uma Burgman 400. Enorme upgrade para quem tem as scooters pequenas (110 a 150cc).

Eu recomendo!
Prós
Motor honesto com boa arrancada, espaço embaixo do banco suficiente para um capacete fechado mais capa de chuva, parabrisa, rodas grandes com pneus largos que permitem uma pilotagem mais segura, bom espaço pra garupa, custo/benefício
Contras
Consumo poderia ser um pouco melhor, jogo de ferramentas que acompanha é muito limitado, curvatura do parabrisa faz gerar barulho em quem tem mais de 1.70m, rede autorizada pequena

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
6.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (7)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2014-04-13 17:12:08 Fábio Luiz Gasparin Teixeir
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
6.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
7.0
Fábio Luiz Gasparin Teixeir Analisado por Fábio Luiz Gasparin Teixeir    13 de Abril de 2014
Analista Top 100  -   Ver todas as minhas análises

Fiz duas viagens relativamente grandes com ela, uma de 800km Curitiba - Maringá - Curitiba e outra de 1300km Curitiba - Ilha Bela - Curitiba, além de outras 3 ou 4 para o litoral do PR, cerca de 200km ida e volta... Ela se dá muito bem na estrada, é confortável, bem estável nas curvas (o que limita é o cavalete central) e com bom motor para retomadas e ultrapassagens.
Vendi há cerca de 1,5 anos mas tenho saudades dela pela praticidade. Vendi com cerca de 12mkm para comprar uma moto maior - Kawa Versys 650 - mas como utilizo moto no dia a dia para deslocamento diário de cerca de 60kms, confesso que o fato de ter mais proteção contra intempéries me traz saudosismo com o scooterzão da Dafra.
Porém quando me lembro que tive que modificar o banco para TENTAR ter o mínimo de conforto e de que toda revisão na concessionária era aquele amadorismo, eu vejo que não fiz tão mal negócio.
Eu indico para quem quer comprar, mas deve saber das limitações e principalmente pensar na proposta de uso. Na cidade ela vai muito bem, tem desenvoltura no trânsito, porém sofre mais que minha Versys no corredor por conta da largura na traseira e da largura do guidão. Os freios são bons, nem ótimos, nem razoáveis, são bons.
O preço de compra dela hoje (cerca de 15 milhas) considero muito, tendo em conta as limitações de peças, assistência técnica e valor de revenda, pois desvaloriza muito. Se a Kawasaki trouxesse sua 300cc recém lançada ou a Yamaha sua 250cc, com certeza ganhariam minha simpatia como opção de compra.

Eu recomendo!
Prós
- Beleza (para o meu gosto)
- Espaço sob o banco
- Proteção do para-brisa e das carenagens em geral
- Desempenho na cidade (arrancadas e retomadas) e na estrada inclusive
- Tamanho da moto impõem respeito e ajuda no dia a dia
- Acabamento em geral é bom
- Painel bonito e completo
- Estabilidade na estrada
- Rodas 16" e os excelentes pneus originais Metzeler
Contras
- Conforto: foi o 1º motivo para a venda no meu caso - tenho 1,87m de altura e o banco é PÉSSIMO para quem tem mais de 1,70m. Tive que mudar o banco, no apoio da lombar, pois não tinha como achar uma posição confortável para pilotar
- Assistência Técnica: em Curitiba HORRÍVEL! Foi o 2º motivo para a venda. Não têm peças e a qualidade da mão de obra é SOFRÍVEL. Mecânicos muito despreparados, é de chorar...
- O consumo não chega a ser um problema levando em consideração o peso e a proposta da City, mas para uma 300cc poderia ser melhor - na faixa de 23 ~ 25km/l
- Os porta luvas têm chaves mas não tem proteção contra pó/água, o que é inadmissível
- Como todo scooter, a suspensão traseira é dura
- Peso - cerca de 200kg com líq - mas não dá para comparar com os scooters pequenos
- Acabamento frágil do punho
- Distância das pedaleiras do garupa
- Faróis fracos, parecem luz de vela

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
12.000 Km
Manutenção
Difícil de encontrar
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (6)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2015-01-06 23:51:16 Carlos Carmo
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Carlos Carmo Analisado por Carlos Carmo    06 de Janeiro de 2015
  -   Ver todas as minhas análises

Depois de mais de 30 anos andando de motos em geral, após comprar o Citycom, a chance de voltar a pilotar uma moto novamente é quase zero.
Estou com este scooter há 20 meses. Comprei ela com 6000 km e agora está com 68000. 100% do uso é na estrada. Uso exclusivamente para ir e voltar ao trabalho em uma distância de 79 km ida + 79 volta. Portanto, 158 KM por dia somente de Rodovia dos Bandeirantes entre São Paulo-Itupeva.
Assim que comprei, troquei a vela por uma vela de Iridium e só uso gasolina Shell V-Power. Ando sempre entre 100 a 120 km e nunca fez menos de 26 Km por litro. Já chegando a ter feito 32 km por litro em velocidade entre 90 a 100 km/h. Em geral faz 28 a 29,5 km/l
Manutenção: Nestes 68000 Km, tirando a gasolina e óleo (que não é manutenção), foram:
2 jogos de pneus, 4 Correias (sendo que uma foi trocada em garantia por defeito porque não durou nem 7000 km), 3 pastilhas traseira e 3 dianteiras, 3 filtros de ar, 2 vezes trocado óleo da bengala e novamente trocada a vela de iridium por outra aos 55000 km.
Portanto, eu considero isso NADA. O custo benefício para o meu uso é simplesmente fantástico.
Se alguém planeja adquirir uma destas para este tipo de uso, posso afirmar com propriedade (quase dois anos sem qualquer stress, susto, etc) que não vai se arrepender.
Espero ter colaborado com o grupo.

Eu recomendo!
Prós
Conforto, praticidade, facilidade no trânsito (passa em praticamente qualquer corredor).
Muito estável mesmo na estrada a 120 km por hora, estável também na chuva, excelente nas curvas, considerando que é um scooter.
Não é visada pelos amigos do alheio (pelo menos por enquanto).
Freios muito eficiente.
Contras
Definitivamente, em ruas esburacadas a suspensão sofre muito. Fim de curso direto.
Suporte da Dafra é complicado, principalmente para quem mora longe de grandes centros. Eu que moro em São Paulo, Capital só levo a minha em uma única concessionária, pois como já dito por outros aqui, o atendimento é péssimo na maior parte delas.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
68.000 Km
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Manutenção
Baixo
Esta análise foi útil para você? 
Sim (4)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2014-06-21 14:12:19 Alvaro Guatura
Satisfação Geral 
 
6.0
 
Visual 
 
7.0
Conforto 
 
7.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
5.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Alvaro Guatura Analisado por Alvaro Guatura    21 de Junho de 2014
Atualizado pela última vez: 21 de Junho de 2014
Analista Top 50  -   Ver todas as minhas análises

É um excelente upgrade pra quem parte de uma scooter menor.
Recomendo apenas a compra de uma unidade 0km, a qualidade dos materiais não garante uma boa moto de 2a mão, por mais que o dono seja cuidadoso.

Pode ser Sym, mas no Brasil é Dafra. Esqueça o que a Sym é lá fora, porque na hora de comprar uma simples pastilha de freio não vai encontrar concessionárias já que a grande maioria fechou.

Eu recomendo!
Prós
Conforto
Praticidade
Preço aceitável, fácil de fazer upgrade pra quem parte de uma scooter menor
Rodas grandes
Contras
Manutenção - cara e complicada. Note que a Dafra fechou as concessionárias até na maioria das capitais. A moto é Sym, marca consagrada, respeitável, muito vendida lá fora, mas não vamos esquecer que estamos no Brasil e que aqui quem fornece as peças e manutenção é a DAFRA.

Anda como uma 250cc, não espere desempenho melhor que Fazer 250, CB300, e outras.

Plasticos péssimos, é o pior aspecto da moto. O acabamento é frágil, materiais de baixa qualidade, não parece ser feita para durar.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Ano de Fabricação
2013
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Esta análise foi útil para você? 
Sim (4)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2015-01-06 17:05:31 Sergio Maldi
Satisfação Geral 
 
7.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
7.0
Consumo 
 
6.0
Custo x Benefício 
 
5.0
Sergio Maldi Analisado por Sergio Maldi    06 de Janeiro de 2015
  -   Ver todas as minhas análises

Nos primeiros dois anos foi lua-de-mel. Espaçosa, potente, embora não propriamente econômica. Levava só na autorizada, onde me cobravam 250 para "revisar". Só gastei com óleo, pastilha (e bastante gasolina). Aí a autorizada fechou, e a próxima revisão deveria ser numa oficina "credenciada". Na verdade era uma autorizada de outra marca, que foi "contratada" pela DAFRA para dar suporte aos proprietários daqui, órfãos quando a revenda fechou. Um mês (!) esperando e nem mexeram na moto. Nem mexeram. Tirei de lá e levei numa oficina multi-marcas bem afamada por aqui. Foram identificados danos que denunciavam que as "revisões" anteriores não haviam conferido vários itens. Os tais "roletes da embreagem" que, pelo que entendi, são vários, desgastam-se lenta e gradualmente e, se avaliados corretamente, são substituídos preservando os demais. Na minha, apesar das revisões programadas, na "autorizada", TODOS estavam prejudicados. Ou seja (constatação do mecânico, não minha): jamais foram verificados. Pois bem. vamos atrás dos tais roletes novos, e de outras peças que o mecânico declarou comprometidas (mesa de direção, sei lá o que mais. Ele me passou a lista, eu passei para a revenda de outra cidade, para que me mandassem). " Não temos". "Desculpe, não entendi?". "Não temos as peças". "Podem pedir?" "Até podemos, mas demora, tem que vir de Manaus, ligue na concessionária desta outra cidade... e desta outra... e desta outra". O mecânico fez o que pôde, pediu em São Paulo, ajeitou aqui, "deu um tapa ali" como eles dizem, e a moto ficou "pronta". Quis trocar, nem eles pegam. Nenhuma concessionária quis. Passei umas semanas sem andar nela, com medo de estragar mais alguma coisa, resolvi fazer "qualquer negócio" para ficar "livre". Depois de três negativas ("não pego, por preço nenhum"), achei um garageiro que aceitou ficar com ela, na troca. A oferta não vou nem dizer de quanto foi, mas topei, por absoluta falta de opção. Subi de novo numa Honda. A tal marca que "desconsidera o brasileiro", que "só traz tranqueira prá cá", que quem conhece moto "abomina", que está "anos-luz atrás das outras marcas", etc. Estou adorando. Ando prá cima e pra baixo na minha hondinha, vendo em cada esquina um mecânico que sabe mexer nela, em cada bairro uma lojinha que vende peças (novas, não roubadas), e em cada revenda de motos um potencial comprador disposto a pegá-la numa troca. Conclusão: a moto é um mico.

Não recomendo.
Prós
-Bagageiro espaçoso
-Porta-luvas com tranca
-Potência
-Beleza (item discutível)
Contras
-Péssimo pós-venda
-Péssimo mercado
-Autorizada despreparada

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
14.500 Km
Manutenção
Difícil de encontrar
Custo de Manutenção
Alto
Esta análise foi útil para você? 
Sim (3)Não (2)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2014-05-06 03:41:42 Richardson Marcio
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
7.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Richardson Marcio Analisado por Richardson Marcio    06 de Maio de 2014
Atualizado pela última vez: 06 de Maio de 2014
  -   Ver todas as minhas análises

Foi o melhor bem que eu e minha esposa compramos. É altamente recomendável.

Eu recomendo!
Prós
Super estável em curvas (faço algumas a 80km ou mais e com garupa), confortável, na chuva, o parabrisa ajuda muito a proteger o corpo todo (com exceção dos braços, é lógico), aguenta viagens médias e longas com tranquilidade, é de um visual ímpar, bagageiro espaçoso, resposta rápida numa re-aceleração, passa fácil pelos corredores e deixa muitas hondas, yamahas e outras pra trás numa saída de semáforo. É excelente.
Contras
Baixa autonomia (o tanque é pra 10 litros, podia ser pra 12 ou 15l). Falta mão-de-obra especializada fora das concessionárias.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
Quilometragem
7.200 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (1)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2014-04-24 18:20:15 Marcelo Souza
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Marcelo Souza Analisado por Marcelo Souza    24 de Abril de 2014
  -   Ver todas as minhas análises
Eu recomendo!
Prós
Scooter perfeito para uma cidade como São Paulo. Feliz demais!!!
Contras
Até agora só a dirigibilidade mas estou me acostumando.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
16.300 Km
Esta análise foi útil para você? 
Sim (1)Não (1)
Denunciar esta análise
Citycom.300i 2014-07-14 20:06:58 Rock_SP
Satisfação Geral 
 
5.0
 
Visual 
 
8.0
Conforto 
 
4.0
Performance 
 
7.0
Dirigibilidade 
 
4.0
Consumo 
 
5.0
Custo x Benefício 
 
5.0
Rock_SP Analisado por Rock_SP    14 de Julho de 2014
Analista Top 50  -   Ver todas as minhas análises

Como nunca havia andado com um Scooter, achei bem estranho e muitas coisas não gostei, porem creio que os contras sejam mais por não estar tão habituado ao mundo dos scooters do que do Citycom propriamente dito, achei um excelente veiculo, bem acabado, com freios combinados.

Para quem já gosta desse tipo de veiculo e quer um "up" para uma maior motorização, com certeza terá no Citycom 300 um grande companheiro para o dia a dia.

Eu recomendo!
Prós
Versatilidade, porta trecos, espaço embaixo do banco, para quem gosta o Câmbio CVT, fácil de pilotar e se destaca pelo porte e acabamento, motor silencioso, os freios combinados também possuem um grande diferencial.
Contras
O comportamento dinâmico em curvas, a trazeira balança muito quanto se entra em uma curva, pouco espaço entre o banco e o painel e guidão, posição de pilotagem, insegurança quando se vai sentado sob o banco e não montado no mesmo.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Ano de Fabricação
2013
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
Urbano
Esta análise foi útil para você? 
Sim (1)Não (1)
Denunciar esta análise
 
Powered by JReviews

Postado: 25 Mai 2015 09:55 por sousaf #661147
sousaf's Avatar
Galera, queria compartilhar o que instalei na minha Citycom. Tem me tirado de muita roubada... Se chama Riderscan, retrovisor panorâmico para moto,

comprei pela internet, espero ter ajudado,

abraço,

Fernando Sousa
Postado: 14 Out 2013 11:12 por racap #644626
racap's Avatar
A correia da Citycom custa R$ 190,00 e com m.o. deve ficar em R$ 250,00 e só são trocados +- a cada 20.000 km dependendo do uso.
Postado: 26 Ago 2013 23:57 por jem7 #641270
jem7's Avatar
Berlim escreveu:
Gostaria de obter valores de preços de peças como filtros, correia do CVT (que não deve ser barata) e pneus. Desisti da Burgman 400, pois a correia de transmissão e roletes dela custam mais de mil reais e devem ser trocados a cada 30 mil km. Se a Citycom for nesta mesma pegada, não vale a pena!

Mil reais a cada TRINTA MIL Kms ???!!! E vc acha muito ??? Só se andar de bicicleta então.... :dry:
Postado: 07 Abr 2013 18:16 por Berlim #631853
Berlim's Avatar
Gostaria de obter valores de preços de peças como filtros, correia do CVT (que não deve ser barata) e pneus. Desisti da Burgman 400, pois a correia de transmissão e roletes dela custam mais de mil reais e devem ser trocados a cada 30 mil km. Se a Citycom for nesta mesma pegada, não vale a pena!
Postado: 20 Ago 2012 19:41 por Soueu #610656
Soueu's Avatar
Preço de peças do que quer que seja é um "roubo". Peças de eletrônicos, eletrodoméstico, motos, carros, etc, são casos de polícia.