Análises escritas por Chay Vargas

2 resultados - mostrando 1 - 2
 
Scooter/Cub
 
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
7.0
Dirigibilidade 
 
3.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
8.0
Chay Vargas Analisado por Chay Vargas    18 de Setembro de 2015
Atualizado pela última vez: 18 de Setembro de 2015
Analista Top 500  -  

Fiquei com a motinha 4 anos, rodei 48 mil km e nunca mexi no motor, só no regulador que deu pau logo no início. e nunca mais deu defeito. nem vela troquei.
só desfiz porque precisava de uma moto mais forte e mais pesada devido as rajadas de vento lateral....troquei ela (chave x chave) em uma Twister 2006/07 em excelente estado.

Prós:
Honda Biz com tudo ela combina, só não com o posto de gasolina!
E o slogan da Honda diz a verdade.
Adiquiri minha primeira motinha em 2011 e foi logo a Bizinha 125 ES MPGFI.... linda, charmosa, econômica, pra lá de versátil, e até potente por se tratar de 125cc com 100Kg!
Anda igual outras 125 de porte maior pois são mais pesadas e a relação peso/potência é excelente na motoquinha.
O ponto alvo é a economia, a minha a injeção fazia uns 38km/l com o cabo enrolado e uns 55km/l na maciota.
Ando 55Km de segunda a sexta (casa, trabalho, casa, faculdade, casa) enchia o tanque 5.4lts na segunda indo pro trabalho e só enchia de novo na sexta, indo pra faculdade.
Por incírivel que pareça, ela bebia mais na estrada pelo fato de andar a 110km/h o tempo todo...
Já fiz 2 viagens de 500km ida e volta com ela, e outras tantas de 120km (ida e volta).
Ótima para o dia a dia, por o motor ser praticamento 180º, o centro de gravidade excelente, o melhor que já senti,
Minha esposa adorava a motinha, ela andava nos fim de semana... ainda senta a falta dela...rsrs
Ótimo espaço sob o banco, cabe tudo, menos um capacete confiável, vai ferramentas grandes, luvas de boxe, tênis, o pãozinho da tarde sem amassar, a feirinha de frutas do sábado de manhã cabe ali.
Pneus, óleo e relação são bem em conta.

Contras:
A flexibilidade de combústível não é muito viável.... só coloquei álcool 2x ao longo dos 4 anos... uma logo nos primeiros mil km como manda a Honda e bem depois (que esqueci do desastre) pra sentir a motinha....no ácool ela bebe mais, e não tem o desempenho melhor... ao contrário é uma merda ligar a moto pela manhã para ir trabalhar... e nos primeiros quilômetros com o motor ainda frio ela fica falhando, sem força, como se estivesse na reserva da reserva.
Me deixou na mão logo no 6º mês de compra...o regulador deu pau, e a Honda não me deu garantia...como sou tranquilo, não quis entrar na "fila" dos processos brasileiros... resolvi por conta própria, levei a um amigo e ficou $$ 400 Dilmas...
Nunca mais deu problemas.. só óleo, pneu e relação.
O que não me agrada na motinha, é pelo fato dela ser muito leve, e eu peso 56Kg então fico muito vulnerável à rajadas de vendo de caminhões, ônibus, e à ventos laterais em estradas próximas ao mar, pontes, viadutos.... ela balança muito. quando carregava alguém na garupa, a motinha até se comportava melhor, mas a relação peso/ potência ia pro espaço....logo aparecia a ineficiência do motor e dos freios a tambor... putz, dava trabalho parar quando se estava a 80km/k com garupa...
Outro ponto fraco é a quantidade de plástico envolvidos na carengem, visual bem bonito e arrojado, mas... "cacildis", dava um trabalhão para mexer em qualquer parte da motoca, caso eu mesmo fosse fazer algum tipo de serviço, se não, no mínimo $$ 100 Dilmas de mão de obra para se fazer uma pequena revisão!!!
Fora que na Honda, uma mínima parte da carenagem valia ouro, mais caro até do que carenagens para CG, Twister, CB 300.
Bloco óptico do farol 120,00, bico frontal pintado 180,00, lanterna 90,00, seta 80 reais!!!.
Pedaleiras muito baixas.... era só fazer uma curvinha de 90º e lá raspavam... uma vez deitei a motinha numa curva e o pedal agarrou no olho de gato (tartaruguinha)....resultado: chão. Não me machuquei mas levei um baita susto e caí ao lado de um ônibus.
Como disse sobre o espaço em baixo do banco, só cabe um capacete meia boca (peels, meia cuia, etc), um capacete melhor não cabe! poderia ser um pouquinho maior,já que a Honda fez o espaço na motoca com a intenção de por o equipamento de segurança, podia ter feito direito!

Esta análise foi útil para você? 
Sim (3)Não (1)
Denunciar esta análise
Street
 
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
7.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Chay Vargas Analisado por Chay Vargas    17 de Setembro de 2015
Analista Top 500  -  

Pós e contras todas as motos terão... mas por se tratar de uma motocicleta com 250cc com 140Kg, ótima aceleração, boa frenagem, boa aderência, boa ciclista e como saiu de linha, um precinho bem camarada.
Vale se atentar na quilometragem e no estado geral da moto (ciclistica, carenagem) e motor (barulhos, vazamentos, embreagem)

pra quem ache que CB 300 anda mais, não anda não. só se trocar a relação, aí sim.

Ótima para o dia dia, porém requer atenção ($$) no combustível, pneus e relação.

Eu recomendo!
Prós
Motinha muito boa e estável, vibração do motor razoavelmente confortável
Como peso 56kg, não tenho o que reclamar do motor...
Motor muito bom!!!, muito forte (se tratando de uma 250cc)
Anda mais que Fazer e CB 300, já andei nas 3 motos e decidi comprar a Twister. Ótimo custo benefício.
Fazer (2011)155 km/h e dava mais um pouco
CB 300r (2012) 150 km/h...colou o painel.
Twister (2007) 160km/h e dava mais!

Freios razoavelmente bons, o traseiro mesmo não tendo disco, trava fácil fácil.

Sexta marcha ótima para estradas e economizar combustível.

Suspensão dianteira muito boa.

Ótima ciclista. Ótima em curvas...deito bem a bichinha pra gastar as beiradinhas do pneu e ela aceita numa boa.

Painel muito bonito e completo.

Não tenho o que reclamar do carburador..... revisão e limpezinha que eu mesmo mexo periodicamente e fica tudo beleza com a lenta nos 1mil RPM


Contras
Suspensão traseira um pouco dura mas cumpre bem o papel.
acelerador um pouco duro, pesado pra girar...não sei se é porque acostumei com minha (EX) Biz injetada...
Maldição da corrente....clek clek...tivc tic...trak trak......cascavel...chichichcichichci... só é bom nos primeiros mil km... depois começa o trek trek.
Farol meio anêmico.
Retrovisor estranho para a moto, mas funciona bem.
Como tenho 1,56m achei a posição de pilotagem um pouco agressiva, ou sento mais colado ao tanque...ou fico com os braços mais estendidos e causa um certo desconforto, mas me acostumo... já pensei em folgar a mesa e puxar o guidão mais pra trás, que sabe ganho uns milímetros milagrosos.

Consumo!!!! 26km/l no máximo, andando igual a tiozão... trocando as marchas entre 4, 5 mil RPM no máximo... se puxar faz 20km/l.
Pneus....300 reais traseiro...os mais baratos e dura uns 10 mil km.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2007
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
58 Km
Esta análise foi útil para você? 
Sim (0)Não (0)
Denunciar esta análise
2 resultados - mostrando 1 - 2
Powered by JReviews