Análises escritas por Felipe André Wielewski

1 resultados - mostrando 1 - 1
 
Custom
 
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
6.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Felipe André Wielewski Analisado por Felipe André Wielewski    03 de Fevereiro de 2015
Analista Top 1000  -  

Nunca fui muito fã de motos Honda, ainda mais quando a popularidade que a Honda tem influencia a opinião de tantos. Mais que influenciar, deixa algumas pessoas cegas para outras marcas, dizendo que só Honda presta. Não concordo com um produto que se vende mais pelo nome do que pela qualidade de projeto e construção, da mesma forma que acontece com Volkswagem.
Dito isso, sempre procurei outras marcas, como Yamaha e a própria Suzuki.
O fato de gostar da Intruder, além de não ser Honda, é por seu estilo único no mercado.
Ela não é nem Street e não chega a ser Custom. Pra mim, ela engloba "o melhor de dois mundos", tendo o estilo das Customs e a dirigibilidade das Street.
É fato que a Suzuki tem muita reclamação com o pós-venda, mas, como já passou o período de garantia, tenho meu mecânico de confiança, que também influencio na decisão de adquirí-la, e as peças, mesmo caras por não ter paralelas, são de qualidade superior, portanto, não estragam tão fácil.
Se quiser realmente customizar a Intruder, existem infinitas possibilidades, indo do estilo mais clássico até o estilo Café Racer, que me agrada mais.
Eu recomendo a Suzuki Intruder fortemente, mas com a ressalva de certa falta de fôlego. Mais adiante pretendo ver com meu mecânio alguma possibilidade de aumento de potência, e quero ver que relação posso usar para que ela mantenha os 100 km/h a um giro menor (com a relação original, nessa velocidade, a moto está a 9000 rpm).
Se ainda está na dúvida, estude, leia reviews e opiniões de quem tem ou teve as motos que está de olho, leia todos os testes e comparativos que puder e, no final, faça um Test Ride. Assim, construa as suas opiniões e tome a sua decisão por você, não pelos outros.
Abraços.

Eu recomendo!
Prós
O guerreirinha é confortável, um pouco menos para pessoa mais altas (tenho 1,78m), mas ainda assim é confortável.
É econômica, tenho andado forte com ela e a média tem sido por volta de 30 km/l (andado forte mesmo, geralmente chegando na faixa dos 10 mil giros).
Seu custo X benefício é excepcional! A criança é completinha por menos que uma CG Fan 125! (ou preço parelho).
Ela também é muito ágil, principalmente no trânsito da cidade.
Contras
Falta fôlego pra Intruder... seus 11 cv e o torque de 0,98 kgfm não são suficientes em algumas subidas. Como tinha uma CG antes, senti essa falta de força.
A relação de marcha também é um pouco estranha, tendo algumas marchas mais longas, onde seria melhor mais curtas, e nas marchas maiores, uma relação mais curta, onde seria melhor um pouco mais longas.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2013
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
9.053 Km
Esta análise foi útil para você? 
Sim (2)Não (0)
Denunciar esta análise
1 resultados - mostrando 1 - 1
Powered by JReviews