Análises escritas por Sérgio Soares

1 resultados - mostrando 1 - 1
 
Custom
 
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
8.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Sérgio Soares Analisado por Sérgio Soares    26 de Maio de 2012
Analista Top 500  -  

Essa é apenas a opinião de quem possui motos há cerca de 9 anos, sendo os últimos 18 meses com uma Shadow 750 ano 2010.
A Shadow é uma custom e, como tal, tem exatamente o comportamento dessa categoria.
Peso compatível, manobrabilidade com alguma restrição, posição do motociclista confortável, a exceção dos bancos, que a Honda insiste em mantê-los duros, trazendo desconforto quando rodando tanto nas nossas estradas quanto cidades.
Fascinante na estrada, comporta-se bem mesmo no trânsito das cidades. Salvo se o motociclista quiser maior agilidade, característica que somente encontrará na leveza das pequenas cilindradas.
A concepção da suspensão traseira, amortecimento duplo, embora compatível com a categoria da moto, poderia ser revista, para melhorar o conforto. Mesmo ajustando os amortecedores para a posição mais macia, ainda há desconforto. "Rabo duro" é legal somente no visual, pois com a tecnologia hoje disponível, poderíamos ter uma suspensão mais confortável sem prejudicar o aspecto estético e visual da motocicleta, razões principais para quem escolhe essa categoria.
O consumo é excelente para um motor de 750 cc. Hoje, tendo rodado exatos 12.405 Km, e abastecido com 490 litros de gasolina, fiz uma média global de 25,32 km/litro. Observe que neste total rodei em estradas e cidades e não descartei nenhuma medição, considerando tanto as piores médias quanto as melhores. No entanto, a capacidade do tanque poderia ser um pouco maior em se tratando de uma autêntica estradeira, havendo eterna preocupação do motociclista quanto ao abastecimento de combustível.
A extensa rede de concessionárias Honda é incomparável a qualquer outra marca instalada no país. O atendimento, apesar de satisfatório, poderia ser diferenciado, não havendo nenhuma exclusividade ao cliente.
Seus instrumentos são suficientes, mas reduzidos ao mínimo necessário para a operação segura da motocicleta. Como sugestão, indico a instalação de um conta-giros, que em muito contribui na condução do motor, evitando operá-lo na faixa vermelha em aceleradas mais fortes e uma luz indicadora de última marcha.
Foi uma pena a montadora optar por retirar as plataformas, pois aumentam sobremaneira o conforto do motociclista, permitindo alterar a posição das pernas com frequência e protegendo do intenso deslocamento de ar quando em velocidades acima de 110 a 120 km/hora.
Indicaria a Shadow a um amigo sim, tendo em vista os aspectos abordados acima e, como último comentário, a confiabilidade que a marca tem no país.

Eu recomendo!
Prós
Consumo.
Durabilidade.
Extensa rede de concessionárias.
Contras
Bancos duros.
Suspensão traseira.
Pouca capacidade do tanque de combustível.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
12.500 Km
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (28)Não (0)
Denunciar esta análise
1 resultados - mostrando 1 - 1
Powered by JReviews