FAT BOY FAT BOY Quente

FAT BOY

Marca

Fabricante
Harley-Davidson

Descrição

Visão Geral
FAT BOY
O ícone original da fat custom. Um estilo robusto que freqüentemente é imitado, mas nunca igualado

Motor/Transmissão/Chassi

Cilindrada
1.585,00 cc
Tipo do Motor
OHV / 2 cilíndros cilindros / 4 tempos tempos / Arrefecimento Ar
Combustível
Gasolina
Potência máxima
0,00 cv a rpm
Torque máximo
12,10 kgf.m a 3.000 rpm
Transmissão
6 marchas
Injeção
Eletrônica
Partida
Elétrica
Chassi
Aço
Suspensão Dianteira
Convencional
Balança
Convencional

Dimensões

Peso (seco)
0,00 Kg
Peso em Movimento
0,00 Kg (MVOM)
Comprimento
2.396 mm
Altura do Banco
690 mm
Distância entre Eixos
1.635 mm
Pneu Dianteiro
140/75R17 67V
Pneu Traseiro
200/55R17 78V

Análises dos usuários

Avaliação média dos usuários: 6 usuário(s)

Para escrever uma análise por favor registre-se ou login.

Satisfação Geral 
 
9.2  (6)
 
Visual 
 
9.3  (6)
Conforto 
 
9.0  (6)
Performance 
 
9.2  (6)
Dirigibilidade 
 
9.0  (6)
Consumo 
 
8.0  (6)
Custo x Benefício 
 
9.0  (6)
 
FAT BOY 2012-05-26 14:34:36 Adelino Pereira
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
8.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
7.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Adelino Pereira Analisado por Adelino Pereira    26 de Maio de 2012
Analista Top 500  -   Ver todas as minhas análises
Eu recomendo!
Prós
confiabilidade e robustez. A mecânica é relativamente simples, mesmo já sendo injetada, e basicamente as revisões se resumem a troca de lubrificantes e filtros, além de ítens com desgaste natural como pastilhas e pneus. Tenho a moto desde zero e aproprio o custo gasto em modificações para melhorar a ergonomia e revisões, atualmente tenho um custo de R$0,46 por quilometro rodado (56.000 kms até o momento).
Seguro baixo é outro atrativo para a moto.
A variedade de oficinas especializadas ajuda a manter o valor baixo de manutenção.
Contras
Pós-venda da marca é ruim, peças originais e mão-de-obra são caras. É preciso recorrer à importação (restrita atualmente) para conseguir preço melhor..

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2006
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
56.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Baixo
Esta análise foi útil para você? 
Sim (20)Não (0)
Denunciar esta análise
FAT BOY 2012-09-10 21:07:48 Gabriel
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Gabriel Analisado por Gabriel    10 de Setembro de 2012
Atualizado pela última vez: 07 de Abril de 2013
Analista #1  -   Ver todas as minhas análises
Eu recomendo!
Prós
Design agressivo e de grande beleza.
A moto não deixa a desejar no quesito potência, sendo até difícil ser necessária a utilização da 6ª marcha.
O grande tanque de gasolina proporciona autonomia de até 350km, facilitando as longas viagens.
O conforto do banco para o piloto também é um ponto positivo.
A posição das pernas é muito confortável e a opção de troca de marchas com o calcanhar é um diferencial para quem pilota com sapato ou tênis e não pode chegar com o mesmo sujo ou desgastado em seu destino.
Contras
O peso (apesar de ser característica da HD) é um contra e requer certo cuidado com curvas em baixa velocidade, valetas e afins, além do cuidado na hora de estacionar a motocicleta.
O guidão com relação à posição de pilotagem também não facilita viagens longas, porém para passeios nos finais de semana e pequenas viagens não há grandes problemas.
Devido ao torque da motocicleta o garupa sofre um pouco e precisa se segurar firme no piloto para evitar quedas, contudo esse contra pode ser facilmente solucionado com um Sissy Bar.
O calor proveniente do motor incomoda em trechos urbanos; a proximidade do escapamento à plataforma de apoio para o pé direito é um grande negativo, chegando inclusive a derreter o solado do sapato e danificando o escapamento. O mesmo vale para a proximidade do escapamento ao apoio para o pé do garupa.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Ano de Fabricação
2010
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
Urbano
Esta análise foi útil para você? 
Sim (17)Não (2)
Denunciar esta análise
FAT BOY 2013-12-28 12:13:36 Luis Gustavo Ferreira
Satisfação Geral 
 
7.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
8.0
Consumo 
 
7.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Luis Gustavo Ferreira Analisado por Luis Gustavo Ferreira    28 de Dezembro de 2013
Atualizado pela última vez: 28 de Dezembro de 2013
Analista Top 1000  -   Ver todas as minhas análises

Dentro da sua proposta, é uma excelente motocicleta, mas só depois da intervenção no sistema de injeção.

A moto é linda, um ícone que representa toda tradição da marca, e atrai os olhares por onde passa.

Eu recomendo!
Prós
A FATBOY Special que comprei foi uma decepção – talvez maior que Boulevard 800. A moto era quadrada, andar devagar com ela, um tormento - lembrava toda hora da embreagem, e ela o tempo todo dando cabeçada. Fora que esquentava absurdamente – parar no trânsito ou no semáforo era sinônimo de ovos fritos, no verão, outono ou primavera. Só era confortável no inverno...

Acelerando não era tão ruim, mas não chegava a ser um prazer - a aceleração era cheia de buracos, a desaceleração cheia de backfires, e o desempenho nem de longe condizente com um motor de 1.600cc e tanta tradição...

Depois de quase 2 anos insistindo só por causa da tradição de andar em uma HD, e já resolvido em vender a HD que não atendeu às minhas expectativas, resolvi dar mais uma chance e instalar o tal um enriquecedor de mistura - são várias as informações no sentido de que a moto é mal tropicalizada, que as nossas normas de emissão de poluentes são incompatíveis com esse motor, por isso a HD empobreceu a mistura, o que gera os problemas relatados acima.

Todos os conceitos que atribui à moto, especialmente quanto à dirigibilidsde, satisfação e desempenho, portanto, se referem à minha experiência pós enriquecedor (REDLINE), pois a moto ficou absurdamente mais fria, o funcionamento do motor é mais liso, sem buracos, sem backfires, e anda muito mais agora.

Ficou redonda. Agora dá pra passear a 15km/h sem ficar trotando e recorrendo à embreagem toda hora.

E sem ovos fritos!

O problema referido por um colega, no sentido do desconforto do guidão, foi resolvido a partir de 2012, quando a HD adotou nas fatboy's um guidão mais ergonômico e bonito, na minha opinião.
Contras
A tropicalização mal feita, que pode ser facilmente corrigida, e a oxidação prematura de alguns pontos, inclusive chassis, o que não era esperado em um produto desse nível...

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
Urbano
Quilometragem
14.000 Km
Manutenção
Difícil de encontrar
Custo de Manutenção
Alto
Esta análise foi útil para você? 
Sim (8)Não (1)
Denunciar esta análise
FAT BOY 2014-02-21 17:10:19 Humberto Quinto Bella Jr
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
9.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Humberto Quinto Bella Jr Analisado por Humberto Quinto Bella Jr    21 de Fevereiro de 2014
Atualizado pela última vez: 21 de Fevereiro de 2014
Analista Top 500  -   Ver todas as minhas análises

Tenha um Fat Boy Special 2012 Preta Fosca com KM 5200, e não tenha nenhum motivo para trocar por outro modelo.

Eu recomendo!
Prós
Uma Moto quase perfeita para medias viagens e passeio de fim de semana.
Confortável, parece um sofá.
Ronco do motor inconfundível.
Muita potencia o que torna os passeios muito agradáveis.
Por onde você passa chama atenção, se você não quer ser notado não compre uma FAT BOY SPECIAL.
Contras
Em uso urbano o calor vindo do motor incomoda um pouco.
Poucas concessionarias porem há muitas oficinas aptas a fazer as manutenções necessárias.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
5.200 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (6)Não (0)
Denunciar esta análise
FAT BOY 2015-09-21 23:42:11 Roberto Zamberlan
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
9.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
9.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Roberto Zamberlan Analisado por Roberto Zamberlan    21 de Setembro de 2015
Analista Top 500  -   Ver todas as minhas análises

Uma gostosura estar pilotando uma Fat Boy, além de chamar muito a atenção de quem está passando por ela. Seu ronco é único e se conhece de longe.

Esta análise foi útil para você? 
Sim (0)Não (0)
Denunciar esta análise
FAT BOY 2015-09-24 21:25:05 Paulo Andre Pimentel
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
8.0
Paulo Andre Pimentel Analisado por Paulo Andre Pimentel    24 de Setembro de 2015
Atualizado pela última vez: 24 de Setembro de 2015
  -   Ver todas as minhas análises

Era o meu sonho de consumo, desde quando a vi em 1991. Já tive uma Yamaha 950 antes, nao tem comparação. Uma moto que não vibra e nao faz barulho nao tem alma. Pretendo ter outras motos, mas sempre vou ter a Fat Boy.

Eu recomendo!
Prós
É um icone. Chama a atencao por onde passa, é um clássico.
Contras
Como toda Harley, câmbio duro. E como toda custom, tem rabo duro. Normal.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2013
Tipo de uso
Lazer
Quilometragem
18.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Normal
Esta análise foi útil para você? 
Sim (0)Não (0)
Denunciar esta análise
 
Powered by JReviews