Análises escritas por Alessandro Temperini

3 resultados - mostrando 1 - 3
 
Scooter/Cub
 
Satisfação Geral 
 
8.0
 
Visual 
 
8.0
Conforto 
 
8.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
7.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
10.0
Alessandro Temperini Analisado por Alessandro Temperini    28 de Novembro de 2012
Analista Top 500  -  

Foi minha primeira moto e não me arrependo da escolha. Muito fácil de conduzir e confortável. Cheguei inclusive a fazer pequenas viagens com ela em distâncias de até 90 km. Ainda a tenho mas rodo pouco com ela. Depois que se acostuma com moto maior é difícil de voltar a usá-la no dia-a-dia ou até mesmo para lazer. Hoje serve de estepe para quando a outra está na manutenção.

Eu recomendo!
Prós
Facilidade para andar no trânsito carregado de São Paulo; Muito fácil de conduzir; Moto com boa altura, mesmo uma pessoa com baixa estatura (1,50 mts) consegue pilotar facilmente; Econômica; Silenciosa; Espaço embaixo do banco é bom, se não for guardar o capacete; Manutenção Fácil
Contras
Pneu muito pequeno, transmite de forma excessiva as irregularidades do solo e, em determinadas situações, faz o motociclista passar alguns sustos; Não é todo borracheiro que aceita trocar o pneu traseiro por conta do trabalho que dá tirar a roda.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2006
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
45.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Baixo
Esta análise foi útil para você? 
Sim (3)Não (0)
Denunciar esta análise
Custom
 
Satisfação Geral 
 
8.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
8.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
10.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Alessandro Temperini Analisado por Alessandro Temperini    27 de Novembro de 2012
Analista Top 500  -  

Adoro a moto, de verdade. É uma das motos mais confortáveis que já andei. Recebe os mesmos elogios de garupeiras. Econômica e chamativa, não tem quem não olhe e pense que é uma 600. O problema dela é a manutenção e peças cara. O tensor da corrente de comando da minha moto estourou e tive que trocar os cabeçotes. Peças + Mão de Obra = R$ 4.500 (a moto vale R$ 10.000). O protetor de corrente saiu voando do nada (acabamento ruim), um novo (não passa de um pedaço de plástico) sai por R$ 180. A relação, R$ 250, e por ai vai.

Mas o maior problema da moto é o controlar. Ela foi cadastrada errada no sistema. Eles fazem a medição de um cilindro por vez, com as taxas de uma moto de 125 cc. Até ai , tudo bem. Moto 250 cc, dois cilindros (125 cc cada), duas saídas de escape. Seria perfeito se não houvesse uma ligação entre as duas saídas do escapamento, ou seja, nunca vão conseguir as taxas de emissão de gases de 125 cc pois os gases se misturam entre uma saída e outra. Até concessionária da marca não aceita receber a moto para regular no controlar. Na Edgar Soares recebi a negativa. Alegaram que não conseguem fazer a moto passar, mesmo que esteja ruim de andar (uma concessionária hein).

Como falei, uma moto excelente, mas tem peças caríssimas e não recebeu a devida atenção da fabricante quando a cadastrou no sistema de emissão de gases do controlar.

Tenho, mas, para amigo, NÃO RECOMENDO. E quando vender a minha, não compro outra.

Não recomendo.
Prós
Bonita; confortável; ótimo consumo; chamativa, porte de moto de maior cilindrada; boa pra garupa.
Contras
Peças caríssimas; falta de concessionárias com mão de obra qualificada; moto carburada não passa no controlar por erro no cadastro dela no sistema da Controlar.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2008
Tipo de uso
Meio de transporte
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
Quilometragem
32.000 Km
Manutenção
Difícil de encontrar
Custo de Manutenção
Alto
Esta análise foi útil para você? 
Sim (17)Não (1)
Denunciar esta análise
Trail
 
Satisfação Geral 
 
10.0
 
Visual 
 
10.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
10.0
Dirigibilidade 
 
10.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
8.0
Alessandro Temperini Analisado por Alessandro Temperini    24 de Novembro de 2012
Analista Top 500  -  

Na estrada a moto responde muito bem e é muito estável nas curvas. Na terra o sistema de ABS ajuda muito. Foi minha primeira experiência em pilotar uma moto na terra; adorei. Acredito que muito da diversão, foi proporcionado pela moto. Segura e estável, com um motor que responde ao menor toque do acelerador.

Se tiver que trocar minha custom por uma moto trail, essa moto será a F 800 GS.

Eu recomendo!
Prós
Moto muito confortável, tanto no asfalto quanto na terra. Motor responde à altura em quaisquer situações. Posição de pilotagem excelente. A altura da moto transmite uma sensação de segurança no trânsito.
Contras
Comandos de setas precisam ser deligados em um botão avulso após acionados. Esse botão fica ao alcance do dedão da mão direita. Depois que você se acostuma, o processo até que não incomoda, mas é estranho e vai na contramão dos sistemas tradicionais.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Ano de Fabricação
2012
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
  • Urbano
  • Terra
  • Estrada
Esta análise foi útil para você? 
Sim (3)Não (4)
Denunciar esta análise
3 resultados - mostrando 1 - 3
Powered by JReviews