Análises escritas por Fernando Kappke

1 resultados - mostrando 1 - 1
 
Trail
 
Satisfação Geral 
 
9.0
 
Visual 
 
9.0
Conforto 
 
10.0
Performance 
 
9.0
Dirigibilidade 
 
9.0
Consumo 
 
8.0
Custo x Benefício 
 
9.0
Fernando Kappke Analisado por Fernando Kappke    26 de Fevereiro de 2013
Analista Top 500  -  
Eu recomendo!
Prós
A condução é suave e macia, inclusive atendendo o deslocamento na cidade com bastante agilidade (sendo mais ágil do que parece, considerando as suas dimensões), sendo que a estrada é o seu habitat natural, onde vc estará na plenitude e simplesmente realizado pela qualidade da sua ciclística e conjunto (mais "ON" do que off-road). Em termos de conforto é insuperável, além de todo o conjunto, o banco apresenta perfeita densidade da espuma, sendo extremamente confortável para piloto e garupa (ideal p/ viagens longas, vide o sorriso estampado nos rostos), tem um desenho e ergonomia realmente diferenciados que facilita a movimentação do corpo (lançamento nas curvas). A bolha (c/ 3 regulagens) e carenagem frontal oferecem boa proteção contra o vento. A capacidade de carga é realmente um diferencial, as longas viagens nunca mais serão as mesmas... A suspensão atende muito bem, possuindo regulagens utilizando conforme a situação (traseira c/ 5 níveis e fácil acesso). Possui grande estabilidade e faz muito bem curvas (realmente impressiona). Quanto vc mais andar, mais vai querer, não sentindo o cansaço comum em grandes distâncias.
A iluminação é perfeita, o duplo conjunto óptico se destaca, sendo considerado como modelo de referência, inclusive superando diversos modelos de automóveis, assegurando muita segurança em viagens noturnas e/ou em condições adversas, bem como facilitando a visibilidade por outros veículos.
O motor bicilíndrico realmente supera as expectativas, possuindo potência e torque de resposta rápida e sempre disponível quando necessário, com baixa vibração (desprezível), bem como o ruído. O câmbio de 6 marchas é preciso e sem problemas, sendo necessário se adaptar a embreagem um pouco pesada. A velocidade cruzeiro de 140 Km/H não é sentida, sendo que acima de 160 Km/H, obviamente se faz necessário atenção especial. Os freios atendem bem, possuindo bom conjunto de frenagem, sendo que o ideal seria a opção com ABS (não disponível). Respeitando a condição de pilotagem, a pastilha traseira foi substituída com 28.000 Km, sendo que na dianteira ainda são originais e estão em uso.
O consumo médio é de 22 Km/L (já obtive 27 Km/L, como tb 17 Km/L - o problema é a "mão), sendo que a autonomia que a capacidade do tanque oferece é inquestionável (22 L).
O conjunto de pneus originais rendeu 17.000 Km p/ o traseiro e 30.000 Km p/ o dianteiro, obviamente dependendo das condições de pilotagem.
Se a opção for realizar moto turismo com conforto, robustez e segurança, a satisfação é com certeza garantida.



Contras
Assistência técnica/manutenção é um ponto que necessita de melhorias em nosso País, a qualidade é muito boa, mas devido a quantidade reduzida de revendas, o preço é elevado (mão de obra e peças). A V-Strom possui grande penetração e aceitabilidade no mercado, com elevada liquidez para venda, devido as características apresentadas.

Condição do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Ano de Fabricação
2011
Tipo de uso
Lazer
Terreno testado
  • Urbano
  • Estrada
  • Pista
Quilometragem
30.000 Km
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Manutenção
Alto
Esta análise foi útil para você? 
Sim (17)Não (0)
Denunciar esta análise
1 resultados - mostrando 1 - 1
Powered by JReviews